Metas Literárias 209 - Herdeira Literária

Olá, Herdeiros !!!

Hoje já é dia 10 e só agora estou fazendo uma listinha de metas literárias para este ano. O ano já começou cheio de novidades para o blog e uma delas é que somos parceiros da editora Planeta de Livros novamente e recebemos um convite especial para parceria com a Editora Betânia. Isso já deixa a nossa meta literária um pouco mais volumosa e com muitas responsabilidades. 

Nesse ano, não quero me apegar à quantidade de livros ou páginas, mas quero ler livros que realmente tenho um grande interesse em ler, não que isso tenho acontecido em 2018, mas quando lemos um gênero e um autor que gostamos muito a leitura fica mais produtiva.


A primeira meta para esse ano é ler a Bíblia toda novamente. Ano passado eu me perdi completamente com essa meta. Li alguns livros inteiros, mas não a Bíblia toda. E, gente, que tipo de cristã posso ser sem ler a Bíblia e ainda sendo uma devoradora de livros de outros gêneros ? Desperta tu que dormes!

Outra meta é reler uma série que li quando eu era adolescente, série Cris. Uma série de ficção cristã com 12 livros, escrita por Robin Jones entre 1988 e 1994 e foi traduzida e publicada aqui no Brasil pela editora Betânia. A série conta a história de Cristina Miller, uma adolescente que vive todos os conflitos e aventuras de uma juventude ao longo dos 12 livros que compõe a série, toda em uma abordagem cristã.

Eu li essa série quando eu tinha uns 14 anos, mas os livros eram emprestados. No ano passado eu comprei os dois primeiros livros da série que, milagrosamente, estavam disponíveis no site da editora. Resolvi reler toda a série. Achei, por acaso, sorte, destino - mais certo - benção de Deus, o livro 7 em um sebo aqui perto de casa. Os livros que eu não tenho vou ter que ler nos pdf's que tem por aí, mas que fique claro que eu não a favor disso, mas a editora não colabora.


Uma terceira meta é colocar as pendências com as editoras em dia. Não, eu não sou irresponsável! Mas, eu acumulei alguns livros que as editoras em enviaram. Mas, acho que fui perdoada por elas, já que renovaram a parceria comigo. Então, tenho que fazer minha parte, né ?! E, poxa vida! Só tem livros bons!

Ah, já ia me esquecendo de uma meta muito importante: ler todos os livros que comprei. Gente, eu faço a louca de comprar vários livros e depois deixar lá mofando na estante. Tem livros que comprei no Black Friday de 2017. Meu Deus !

Bom, eu acho que por enquanto são só essas metas...se eu lembrar mais alguma venho aqui depois e atualizo.

E, vocês ?! Quais metas literárias tem para esse ano ?!



TBR Maratona Literária de Verão 2019 (AllStar)

Olá, Herdeiros!

Feliz Ano Novo!!!

2019 já chegou e esse gostinho de começar do zero deixa a gente sempre animados e cheios de expectativas, criando metas e desafios para o decorrer do ano.

Em 2018, eu fui uma decepção total no quesito literatura. Li apenas 32 livros dos 60 que estavam na minha lista, segundo o Skoob. Então, esse ano não pretendo colocar metas na quantidade de livros, mas vou dar um gás nas minhas preferências literárias.

Para ajudar (ou não...rs) resolvi participar da Maratona Literária de Verão (#AllStar), criado pelo Victor Almeida do Geek Freak, onde a proposta é aproveitar as férias e ler mais livros. A maratona vai acontecer do dia 5 de janeiro a 19 de janeiro e tem vários desafios bem legais. Podem dar uma olhada no vídeo de apresentação da maratona para saberem mais detalhes.


Eu vou ficar no nível intermediário e escolhi 4 livros aleatoriamente, não usei a roleta virtual.


Segue a minha TBR:

Corte de Névoa e Fúria: preciso terminar esse livro urgente empaquei a leitura desde do ano passado

Persuasão: comprei uma edição em um sebo e está tão novinho que parece que nunca foi usado. Achei tão lindo que resolvi colocar na meta só por empolgação de ter encontrado um livro tão intacto em um sebo.

Herdeiro Caído: quero começar o ano sanando as pendências que  deixei no ano passado. Recebi o livro em parceria com a Editora  Planeta de Livros e, além de querer saber muito o acontece no último livro lançado da série The Royals, quero pagar minha dívida com a editora...rsrs 

Amigas Pra Valer: os últimos livros que li no ano passado foi a releitura dos livros da série Cris. Pretendo reler toda a série nesses dos primeiros meses do ano. A série tem 12 livros, mas são livros bem curtinhos (em média 120 páginas) e a leitura é bem fluída. Um amor de série. Amigas Pra Valer é o livro 7 da série e também achei no mesmo sebo que comprei Persuasão. 

Bom, esses foram os livros que achei melhor começar esse ano. São livros que eu tenho grande interesse em ler e estão na minha lista de leitura faz tempo.

Boa sorte pra galera que também vai participar e vambora iniciar essas leituras!


As Melhores Leituras de 2018 | Herdeira Literária

Olá, Herdeiros! 

Vim mostrar pra vocês as minhas melhores leituras de 2018.



Esse ano eu li poucos livros, mas por sorte li histórias incríveis. Minha meta inicial era ler 30 livros, mas fui incluindo alguns e deixando mais outros para depois. Conclusão: baguncei minha meta literária toda! rs (quem nunca?!). Por fim, acabei concluindo a leitura de 34 livros e reli 2 livros de uma meta de 60 livros. Não fui tão mal assim, né ?!

Desses 36 livros escolhi 8 histórias que de alguma forma me comoveram:

Para leitores cristão (ou não) eu indico Uma Voz Ao Vento e Tudo O Que Mais Importa. Além de serem romances cristãos, são livros com histórias lindíssimas.

O Que Dizem os Seus Olhos e Volte Para Mim foram lançados este ano pela editora Planeta de Livros Brasil. Eu amei esses romances maravilhosos!

É Assim Que Acaba foi um livro que me deixou com muita ressaca literária. Um romance dramático, que aborda a violência contra a mulher. Um livro triste, real e que vale muito a leitura.

A Guerra Que Salvou a Minha Vida e a sua continuação A Guerra Que me Ensinou a Viver foram livros que me encheram de emoções. Eu senti alegria, tristeza, amor, raiva. A história da pequena Ada é doce, linda e forte.

E por último, O Segredo de Emma Corrigan, me fez rir do início ao fim. Que livro bom!

Eu super indico a todos esses livros. Eles são especiais, com histórias lindas e eu favoritei pra vida. Para saber um pouco mais sobre a história dos livros tem resenha de todos eles aqui no blog e no Instagram, coloquei o link clicável.  Blz ?! 

Beijos, pessoal !
Até mais...


|RESENHA| As Horas Vermelhas - Leni Zumas

Olá, Herdeiros ! 

Recentemente, recebi da Editora Planeta de Livros o livro As Horas Vermelhas.


O livro é um romance distópico, escrito por Leni Zumas, que narra a história de cinco mulheres. Mulheres comuns, mas que estão enfrentando seus próprios dramas e tentando tomar decisões difíceis ao destino de suas vidas.  Além disso, o Estados Unidos decretou lei federal sobre adoção, fertilização in vitro e aborto, proibindo mulheres de abortarem, de tentarem a inseminação e de mulheres solteiras adotarem. Sendo assim, o direito das mulheres é diminuído, com a "desculpa" de que é para um bem maior das famílias americanas. 

Essas cinco mulheres são A Biógrafa (Ro/Senhora), A Reparadora (Gin Percival), A Filha (Mattie Matilda) e A Esposa (Susan) e Eivor (exploradora polar do século XIX). Ro, é professora e solteira, que sonha em engravidar e está escrevendo um livro sobre a vida de Eivor. Gin Percival é uma curandeira da floresta, que terá que provar que não é uma bruxa e que não cometeu crimes ao ajudar suas "pacientes". Susan tem dois filhos e um casamento dado ao fracasso. Está desesperadamente tentando superar a frustração a qual está vivendo. Mattie é uma das melhores alunas de Ro e descobre que está grávida, mas não tem a quem recorrer e nem o sabe o que fazer. 

Este é, em resumo, o universo de todo drama entrelaçado e muito bem narrado pela autora na história de As Horas Vermelhas. O livro fala diretamente das tensões vividas pelas mulheres quanto aos seus dramas pessoais que refletem na sociedade. De como a falta de liberdade delas as fazem tomar decisões perigosas.


A história é narrada em terceira pessoa e cada capítulo é de uma personagem. Embora a narrativa seja fluída e leve, não é um livro fácil de se ler. É preciso prestar atenção para não se perder. Em alguns momentos, a autora mistura pensamentos presentes com lembranças do passado e o que está acontecendo com o personagem na cena. É um pouco confuso, mas eu gostei desse diferencial. A gente fica cheio de expectativas, sem saber tudo de uma vez só dos personagens. 

As Horas Vermelhas nos traz a reflexão sobre alguns assuntos que são relevantes em pleno século 21, como a opressão feminina e alguns fundamentalismos políticos. Embora alguns aspectos da história fuja dos meus conceitos pessoais, devo ser sincera, o livro é maravilhoso! 

Beijos, 
Até mais...



© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo